Brasília a Jijoca 2º Dia

Dia 28/04/2013. Mal clareou o dia em Corrente-PI já pulamos da cama para executar várias tarefas como: calçar botas, vestir jaquetas, fechar as mochilas, tomar café, fechar a conta da pousada, amarrar mochilas nas motos, lubrificar correntes, esticar corrente (somente na XT660 do nosso amigo Ronaldo Wanzeller), limpar a viseira do capacete, abastecer motos, ufa… para finalmente voltar para o estradão!

Este segundo dia de viagem prometia, pois a previsão era chegar um pouco antes do almoço a um restaurante muito simpático próximo a cidade de Cristino Castro-PI, o qual dispõe de duas refrescantes piscinas para que os clientes aguardem o seu pedido de cabeça fria. Vejam como nós sofremos neste lugar:

Restaurante em Cristino Castro-PI

Restaurante em Cristino Castro-PI

Ah! E tem mais. Quando o pessoal do sistema de som soube que a turma era de Brasília, trataram logo de trocar o forró por um rock da melhor qualidade, como Dire Straits e Pink Floyd. Olha a “aparelhagem” que fazia o maior barulho:

Del Rey equipado arrebentando no som!

Del Rey equipado arrebentando no som!

Já na saída do restaurante tomei um copo de uma mistura de água e guaraná em pó para evitar a chegada do meu chato adversário, o sono (obrigado Shirley e Hamilton). Dali em diante seriam mais 320 km até a nossa próxima pernoite na cidade de Floriano-PI a qual faz divisa com o estado do Maranhão.

Seguindo para Floriano-PI

Seguindo para Floriano-PI

Já em Floriano-PI, depois de guardar as tranqueiras na pousada caminhamos 200 metros até as barraquinhas próximas à rodoviária da cidade para assistir um jogo do campeonato paulista de futebol, discutir as estratégias para o dia seguinte e claro, tomar aquela merecida skol gelada que fica ainda mais gostosa depois de um dia inteiro pilotando no lombo das cavalas! 😉

De Brasilia a Jijoca –> 3º Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *